Linha do Tempo da Reforma Luterana

LINHA DO TEMPO DA REFORMA LUTERANA
(incluindo e privilegiando a pessoa de MARTINHO LUTERO)
(1517-1648)

Para tratamento sucinto da Reforma Luterana, consultar:

WW, 489-506: VI/1
O Desenvolvimento de Lutero e os Primórdios da Reforma
WW, 506-516: VI/2
Separações e Divisões
WW, 533-545: VI/5
O Estabelecimento do Protestantismo Alemão
WW, 619-629: VI/13
As Controvérsias Religiosas Alemãs e a Guerra dos Trinta Anos

Para elementos da biografia de Martinho Lutero, consultar:
MD, 19-81: Pt 1
A História de um Contexto (Do Nascimento até as 95 Teses)
MD, 83-237: Pt 2
Mundo em Chamas (Das 95 Teses até a Guerra Camponesa)
MD, 239-291: Pt 3
Lutero, o Reformador de Wittenberg (Do Casamento até a Morte)

Para elementos da biografia de Lutero também consultar:
RB, 1-336
(Do Nascimento até a Morte)

[WW = Williston Walker, HISTÓRIA DA IGREJA CRISTÃ (3a edição brasileira,ASTE, São Paulo, 2006, baseada na 4a edição americana, editada por Richard A. Norris, David W. Lotz e Robert T. Handy, Scribner, New York, 1985 – a 1a edição é de 1918, a 2a edição de 1959 e a 3a edição de 1969)]

[MD = Martin N. Dreher, DE LUDER A LUTERO: UMA BIOGRAFIA (Editora Sinodal, São Leopoldo, 2014)]

[RB = Roland H. Bainton, HERE I STAND: A LIFE OF MARTIN LUTHER (encadernado: Abingdon Press, Nashville, 1950; brochura: Mentor Books, New York, 1955)]

Nascimento de Martinho Lutero em Eisleben (10 de Novembro de 1483)
WW, 492; RB, 16; MD, 22.

Família de Lutero se muda para Mansfeld
MD, 25.

Estudos Básicos de Lutero
1488-1497: Mansfeld (5 aos 14 anos)
1497: Magdeburgo (15 anos)
1498-1501: Eisenach (16-18 anos)
MD, 25-26

Estudos Superiores de Lutero
Maio de 1501: Entra na Universidade de Erfurt (18 anos)
Setembro de 1502: Bacharel (Baccalaureus) em Artes (quase 19 anos)
Janeiro de 1505: Mestre (Magister) em Artes (21 anos e 3 meses)
O esperado e planejado agora é estudar Direito (em nível de Pós-Graduação: o pai lhe dá até mesmo uma cara cópia do Código de Direito Civil (Justiniano)
WW, 489-516, MD, 26-30

Início da Vida Religiosa
Julho de 1505: Lutero decide se tornar monge e entra o Convento dos Agostinianos em Erfurt (21 anos e meio)
2 de Maio de 1507: Lutero reza sua primeira missa (23 anos e meio)0
MD, 33-43.

Lutero é ordenado sacerdote
MD, 42

Por decisão de seu prior, que via potencial acadêmico em Lutero, ele dá aula de Filosofia e Moral, experimentalmente,
por um semestre, na Universidade de Wittenberg, voltando em seguida para Erfurt (ele tinha 24 anos e meio)
1508
MD, 52

Viagem a Roma
Novembro de 1510 a   de 1511: Por determinação de sua ordem, Lutero faz uma viagem de Erfurt até Roma, para conhecer a cidade e resolver algumas questões da ordem, levando cerca de quatro meses entre a saída de Erfurt e o retorno para lá (26 anos)
MD, 57-63

Estudos Teológicos (em nível de Pós-Graduação) de Lutero
1511: Vai fazer seu Doutorado em Teologia em Wittenberg, por ordem de seu superior (27 anos e meio)
19 de Outubro de 1512: Recebe seu Doutorado em Teologia em Wittenberg das mãos do Decano da Faculdade de Teologia, Andreas Rudolf Bodenstein von Karlstadt (Lutero tem, na ocasião, 29 anos)
MD, 64-65

Lutero, o Teólogo
1512: Lutero se torna Professor de Teologia Bíblica na Universidade de Wittenberg (29 anos)
MD, 64

Lutero, o Professor
1512-1516: Dá cursos sobre Gênesis, Salmos, Romanos e Gálatas e se envolve em diversas outras atividades
MD, 64-81

Lutero, o Reformador lança o seu protesto
31 de Outubro de 1517: Lutero publica suas 95 Teses sobre as Indulgências (34 anos)
MD, 85-96

Lutero, o Debatedor defende suas Teses em Congresso dos Agostinianos
26 de Abril de 1518: Debate teológico conduzido por Lutero na reunião do Capítulo Geral da Ordem Agostiniana, em Heidelberg
MD, 105-107.

Discussão de Lutero com o Cardeal e Legado Papal Caetano
12 a 14 de Outubro de 1518: Lutero discute com Cardeal Caetano, em Augsburgo
MD, 110-120

As Negociações com Karl von Miltitz
Fim de 1518: Um indivíduo de nome Karl von Miltitz, dizendo-se enviado de Roma, negocia com Lutero e seus apoiadores, e a negociação desemboca no envio de uma carta do Papa Leão X a Lutero, em termos cordiais, convidando-o a ir a Roma para discutir com o próprio Papa. O convite é desconsiderado diante de novos acontecimentos, o principal dos quais é a morte do Imperador Maximiliano I e a consequente necessidade de escolher um novo Imperador.
MD, 120-125

Morte do Imperador Maximiliano I
12 de Janeiro de 1519: Morre Maximiliano, Imperador do Sacro Império Romano
MD, 125.

Carlos V assume o Império
Em 28 de Junho de 1519, Carlos V (que era o Rei Carlos I da Espanha) e neto de Fernando e Isabela, assume o trono também do Sacro Império Romano, passando a ser o monarca do território mais amplo que uma realeza jamais teve
WW, 503-504, MD, 125-126

Lutero continua a debater suas teses
4 a 16 de Julho de 1519: Novo debate com Johannes von Eck, de Ingolstadt, desta vez em Leipzig, e envolvendo também Andreas Rudolf Bodenstein von Karlstadt. A debate se prolonga por pelo menos duas semanas. Von Eck tenta caracterizar Lutero como herege, na linha de Jan Hus.
MD, 126-138

1520: Lutero recorre ao seu “medium” favorito, a escrita, e publica seus famosos Três Tratados de 1520
WW, 501-503; MD, 138-150

O Papa resolve agir
15 de Junho de 1520: Depois de ter recebido vários comunicados acerca de Lutero, e de tê-lo convocado a Roma, sem que ele atendesse, o Papa Leão X publica a Bula Papal Exsurge Domine
em que faz uma condenação formal a Lutero,  e lhe dá 60 dias para se retratar, sob pena de excomunhão
WW, 501; MD, 150-156, 158

A Resposta de Lutero ao Papa:
10 de Dezembro de 1520: Lutero queima a Bula Papal em Praça Pública, junto com uma cópia do Código Jurídico Canônico
MD, 45, 157-159

A Bula de Excomunhão
2 de Janeiro de 1521: O Papa promulga a Bula  de Excomunhão de Lutero: Decet Romanum Pontificem
MD, 159-160

Frederico da Saxônia, “O Sábio”, sabiamente resolve interferir para proteger seu professor mais famoso
1521: o Príncipe Eleitor da Saxônia pede tempo ao Papa e solicita que o Novo Imperador, Carlos V, ouça o que Lutero tem a dizer, e o Papa concorda com mais esta chance para Lutero
MD, 159-160

Lutero é convocado a comparecer à Dieta de Worms, em Abril de 1521

Lutero na Dieta de Worms (1521)
18 de Abril de 1521: Confronto entre Lutero e o representante Papal,
Johannes Eck, este de Trier, na presença do Imperador Carlos V, no qual Lutero se nega a retratar suas opiniões
(ele tem 38 anos e meio na ocasião)
MD, 160-169

26 de Maio de 1521: O Imperador decreta a  Interdição de Lutero dentro dos limites do Império e, portanto, seu banimento, depois de expirado o salvo-conduto que permitiu que Lutero fosse a Worms (medida que nunca foi efetivamente aplicada, diante dos acontecimentos subsequentes, nem revogada)
WW, 504-505; MD, 168-169

O Príncipe da Saxônia age novamente
O Príncipe-Eleitor da Saxônia, Frederico, “O Sábio”, sequestra Lutero e o esconde em seu castelo, em Wartburgo, para evitar que ele seja preso, por causa da Interdição Imperial e queimado, por causa da Bula Papal de Excomunhão
MD, 168-169

Lutero em Wartburgo
Dezembro de 1521: Lutero começa a traduzir o Novo Testamento para o Alemão
no Castelo de Wartburgo
WW, 506; MD, 169-182

O vácuo político deixado por Lutero começa a ser preenchido
1521: Andreas Rudolf Bodenstein von Karlstadt (simplesmente Karlstadt),
reitor/chanceler da Universidade de Wittenberg, e, portanto, chefe de Lutero na Universidade, começa a realizar em Wittenberg várias reformas religiosas bem mais radicais do que Lutero estava disposto a realizar
MD, 183-192

O vácuo intelectual deixado por Lutero começa a ser preenchido
Dezembro de 1521: Melanchton (1497-1560), assistente de Lutero, publica em Wittenberg
Loci Communes  ou: Pontos Comuns da Teologia
WW, 500, 503, 533-545

Lutero se arrisca…
3-4 de Dezembro de 1521: Lutero volta, escondido, a Wittenberg, para combater as reformas que Karlstadt estava realizando, os dois se desentendem, mas Lutero consegue acalmar os ânimos  e desfazer o que Karlstadt havia feito, voltando em seguida para o Castelo de Wartburgo
WW,

Lutero confia e conclui que, na Saxônia, não será preso…
1 a 6 de Março de 1522: Lutero decide voltar definitivamente para Wittenberg, diante da continuação de distúrbios na cidade e da ameaça de revolta dos camponeses
MD, 192-207

Lutero publica o Novo Testamento em Alemão
Setembro de 1522: O Novo Testamento traduzido para o Alemão por Lutero é publicado, menos de um ano depois de ele haver iniciado a tradução

Primeiros Mártires da Reforma
1 de Julho de 1523: Os primeiros seguidores da Reforma são martirizados — em Bruxelas, nos Países Baixos (hoje Bélgica)

1525: Os camponeses publicam seus Doze Artigos de reivindicações

 A Revolta dos Camponeses
Não recebendo solução que consideram adequada para suas reivindicações, os camponeses se revoltam
(1525)
MD, 225-237

Lutero condena a Revolta dos Camponeses
1525: Lutero publica Contra os Profetas Celestiais
1525: Publica Admoestação à Paz
MD, 225-237

Lutero vai além de simplesmente publicar
Lutero, temeroso que a revolta possa “contaminar” o seu movimento reformador, por associação, insiste junto aos Príncipes Alemães de várias regiões da Alemanha, inclusive na Saxônia, para que combatam a revolta
MD, 225-237

A Morte do Protetor
5 de Maio de 1525: Frederico, Príncipe-Eleitor da Saxônia, morre e é substituído por…

A Revolta dos Camponeses é esmagada
Maio e Junho de 1525: a revolta camponesa é literalmente esmagada
MD, 225-237

Casamento de Lutero
13 de Junho de 1525: Lutero se casa com a freira Katharina von Bora (ele tem 41 anos)
MD, 237-252

O Conflito entre Erasmo e Lutero sobre o Livre Arbítrio
MD, 252-263

Primeira Dieta de Espira (1526)
MD, 264-265

Segunda Dieta de Espira (1529)
A Interdição de Lutero, feita na of Diet of Worms, é reiterada
Príncipes luteranos fazem o seu “Protestatio”, que leva o nome “Protestantes” ser aplicado a eles
Condenação dos Anabatistas
MD, 265-268

Dieta de Augsburgo (1530)
Tentativa de unir forças alemães para compate aos Muçulmanos Turcos
Tentativa de pacificar luteranos e católicos
Confissão de Augsburgo (Original) é apresentada à Dieta
MD, 268-272

Lutero aparentemente se convence de que não vai conseguir reformar a Igreja Católica e se propõe a consolidar a “nova igreja” que surgiu ao redor dele
1530
MD, 273-286

Confissão de Augsburgo Variata (1540)
WW, 620

Morte de Lutero em Eisleben, onde nascera, e é enterrado em Wittenberg
(18/2/1546)
WW,  542; MD, 286-291

Paz de Augusburgo (1555)
Princípio do cujus regio, ejus religio
Alemanha predominantemente protestante (luterana)
WW, 544-545

Guerra dos 30 Anos (1618-1648)
WW,624-629

Paz de Westfalia (1648)
Congela-se a situação de 1624
Católicos ganharam espaço frente aos Luteranos (em comparação com 1555)
Calvinistas foram reconhecidos, nos locais em que a Reforma Calvinista foi adotada
WW, 628, 664

Fim da Implantação da Reforma Luterana e Protestante na Europa Central
1648: Com o fim da guerra e a Paz de Westfália, a data de 1648 é considerada o marco do encerramento da implantação da Reforma Luterana e Protestante na Europa Central
(especialmente na Alemanha)

Em São Paulo, 25 de Novembro de 2014
Revisado em Salto, 29-30 de Maio de 2017
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s